Níveis de maturidade de gestão empresarial

Assim como as pessoas ganham maturidade ao passar do tempo, empresas  também tem seu grau ou nível de maturidade, só que aplicado à gestão.

E se aplicado de forma correta,  a empresa poderá transformar esta maturidade em resultados bastante significativos em relação aos seus concorrentes. Empresas também precisam de tempo para ganhar sua maturidade. Assim como uma criança que começa a engatinhar, depois seus primeiros passos, pequenas caminhadas e logo após as corridas, as empresas também precisam passar por etapas e uma de cada vez, passo a passo, para que não corra o risco de uma queda, que poderíamos traduzir como  um grande ou vários prejuízos.

Uma pessoa com um nível de maturidade alto tende a tomar boas decisões e errar pouco na vida, assim como as empresas que elevam seu nível de maturidade também trazem bons resultados. Neste artigo elencamos 3 níveis básicos de maturidade de gestão que uma empresa precisa obter para alavancar seus resultados e iremos mostrar alguns caminhos que precisam percorrer para alcançar estes níveis de maturidade.

Iremos ilustrar em modelo de pirâmide para descrever e dar importância a cada um dos níveis de maturidade elencados, mas gostaria de ressaltar que nenhum é mais importante do que o outro e no final do artigo iremos entender o porquê.

Print Visto

Para dar continuidade em nosso artigo, primeiramente vamos entender o funcionamento básico de uma empresa. Temos 5 principais pontos na gestão empresarial que precisamos sempre estar atentos, são eles: COMPRAR, PAGAR, ESTOCAR, VENDER e RECEBER, ou seja, este é o principal ciclo operacional de uma empresa e olhando para essas 5 área.

Confira agora nossos 3 níveis básicos de maturidade de gestão

Controle

Tudo começa no controle,  e o primeiro passo para alcançarmos este primeiro nível é fazer os mapeamentos e a criação de processos de negócios aliado ao processo sistêmico, e claro, utilizando um bom sistema de gestão empresarial. É extremamente necessário controlar o que compramos, o que pagamos, o que estocamos, o que vendemos e o que recebemos. Não adianta ter um estoque imenso se eu não consigo controlar. A falta de controle irá gerar PERDAS ou até mesmo desvios, assim como a área financeira que na falta de controle passa a abrir “torneiras” , e “torneiras” abertas em uma empresa significa prejuízos. Tendo isto em vista, precisamos ter controle do que é pago, do que é recebido, um fluxo de caixa para saber quando irá faltar ou sobrar dinheiro e também conhecer meu ponto de equilíbrio. Preciso controlar minhas vendas, não permitir que meu vendedor  venda um produto que não tenha em estoque prejudicando o relacionamento com meu cliente, não permitir que meu vendedor venda para um cliente inadimplente etc. Enfim, preciso implementar controles nas 5 principais áreas de uma empresa para que eu possa subir mais um nível de maturidade.

Produtividade

Com os controles implementados agora chega a hora de automatizarmos o máximo possível dos processos de negócio, ou seja, precisamos agora ganhar agilidade nas 5 principais áreas, precisamos aumentar a produtividade dos colaboradores para que a empresa não fique lenta e perda competitividade no mercado. Para implementar este nível de maturidade de gestão algumas perguntas podem nos ajudar: Como eu posso cadastrar um cliente mais rápido? Como eu posso tirar um pedido com rapidez e ganhar velocidade na entrega? Como eu faço para emitir uma Nota Fiscal com eficiência e rapidez? Como eu consigo fazer um pedido de compra mais rápido ao meu fornecedor? Como eu consigo velocidade para baixar um título no meu  contas a receber ou contas a pagar? Ganhando produtividade uma empresa consegue sair na frente de muitas outras, já que hoje em dia no mundo dos negócios tempo significa dinheiro.

Tomada de Decisão

 No topo da pirâmide está a TOMADA DE DECISÃO, após os dois primeiros níveis de maturidade implantados agora chega a hora de ser assertivo nas decisões e para isto precisamos nos basear em números, informações e fatos. De nada adianta eu ter uma informação se ela for “furada”, pois consequentemente minha tomada de decisão também será. Para uma empresa conseguir atingir este nível de maturidade de gestão ela precisa principalmente implementar os controles necessários, ter as automatizações necessárias para ganho de produtividade e claro seus processos de negócios e sistêmicos mapeados e implantados, se eu não tenho controle de alguma coisa eu não consigo tirar informação disto.

Existem ferramentas tecnológicas que nos permitem montar todo tipo de visões gerenciais bem como indicadores chave de gestão, os famosos KPI (Key Performance Indicator) para a tomada de decisões em nosso dia-a-dia, uma delas e a mais conhecida é a ferramenta de BI (Business Intelligence) que busca o dado bruto de um banco de dados de um sistema estruturado e transforma estes dados em informação e com o conhecimento de quem está visualizando a informação e os indicadores a decisão tomada passa a ser mais assertiva.

Agora vamos entender porque nenhum nível é mais importante do que o outro. É bem simples, voltando ao exemplo da criança, se alguém colocar uma criança que não sabe andar de pé e empurra-la consequentemente ela irá cair, pois bem, se eu não controlo estoque como saberei qual produto e quanto do produto preciso comprar? Para ganhar produtividade eu preciso ter implementado meus processos que estão na fase de controle e o resultado destes dois níveis adquiridos me trará dados e informações coerentes e concretas para que eu tome as decisões corretas.

O grande segredo para alcançar maturidade seja na vida pessoal ou profissional é não pular fases de aprendizados e experiências e as empresas não são diferentes, também precisam passar por cada etapa e fase para ganhar sua maturidade e transforma-la em bons resultados.

VS_CTA_eBook04_GestaoGTT

Outros posts que você também pode gostar...