As ferramentas de melhoria contínua para empresas da saúde

Os processos de melhoria contínua são fundamentais para qualquer negócio que deseja se manter competitivo em seu segmento.

Quando abordamos as empresas de saúde, de  modo especial, o desafio se torna ainda maior. Isso porque, na maior parte das vezes, é necessário garantir a satisfação dos consumidores em momentos delicados de suas vidas.

A seguir, conheça os detalhes mais importantes sobre o assunto e descubra quais são as ferramentas de melhoria contínua mais indicadas para o seu negócio:

Saiba mais sobre as estratégias de melhoria contínua utilizadas no mercado

Antes de direcionar as atividades da sua empresa em um processo de melhoria contínua, é preciso ter em mente quais são os principais objetivos desse tipo de esforço.

Primeiramente, cada tipo de melhoria precisa ser avaliada de acordo com a sua motivação. O empreendedor deve indagar-se sobre o porquê de cada cuidado e também quais serão as pessoas beneficiadas com ele.

Dessa forma, é possível determinar quais aspectos são mais importantes para a satisfação dos clientes, que tipos de cuidados os pacientes mais prezam e quais são as características que já posicionam o negócio positivamente.

Visando abranger todos os aspectos que podem ser determinantes para a qualidade dos processos de uma empresa, há diversas ferramentas já utilizadas por empreendedores ao redor do mundo. Conheça alguns exemplos:

– Diagrama de Ishikawa: organiza e descobre a relação entre as causas e os efeitos de uma determinada atividade;

– Cartas de Controle: gráficos que demonstram a evolução – ou não – dos resultados que envolvem alguma ação;

– Fluxograma: representação lógica de todas as etapas de um processo, geralmente empregada para listar as atividades necessárias à realização de uma tarefa;

– Histograma: também demonstra os resultados de um determinado processo, mas em relação ao período no qual ele foi realizado, a fim de avaliar fatores sazonais que o influenciam;

– Benchmarking: uma empresa bem-sucedida do mesmo segmento é escolhida para que os seus parâmetros sejam comparados, logo determinando quais pontos exigem melhorias;

– Diagrama de Pareto: visa desmembrar os problemas em aspectos específicos, que devem ser analisados e resolvidos separadamente para que a sua relação conjunta seja melhorada;

– Brainstorming: comum em segmentos de criação, pode ser utilizado em uma equipe de empresa médica para que todos os colaboradores contribuam com percepções e ideias, de forma que elas sejam moldadas em uma concepção geral.

Além da menção rápida de algumas das ferramentas de melhoria contínua disponíveis, vamos lhe apresentar três exemplos básicos que podem lhe auxiliar na estruturação, na estabilização e na manutenção da excelência dos processos em sua empresa de saúde!

Conheça três métodos que podem auxiliar a sua empresa

Há alguns métodos que podem indicar as atividades do seu negócio de modo integrado e intuitivo! Entenda melhor como funcionam e descubra o padrão que mais se encaixa com a sua realidade organizacional.

Adesão ao Programa dos 5s

Com origem no Japão, essa ferramenta visa organizar o ambiente de trabalho e disciplinar todos os envolvidos com o negócio para que o objetivo final seja o mais elevado padrão de qualidade.

Trata-se do desenvolvimento de todo um plano de ações, que tem por base os seguintes termos em mandarim:

– Seiri: consiste em remover dos processos tudo aquilo que está sobrando ou é inútil;

– Seiton: visa posicionar cada item, organizando o espaço de forma efetiva;

– Seiso: objetiva manter os locais agradáveis e em pleno estado de conservação;

– Seiketsu: definição de normas e padrões claros de ação em todos os níveis;

– Shitsuke: participação coletiva, em que todos se engajam na melhoria contínua da empresa.

Pode até parecer que esse tipo de cuidado é básico, mas ao transcrevê-lo em ações bem definidas, é possível constatar melhorias quase imediatas na qualidade dos serviços e até na satisfação dos funcionários – já que todos estarão unidos em prol de um objetivo.

Como se não bastasse, os negócios que aderem à metodologia ainda registram diminuição de custos e até de acidentes de trabalho.

Implementação da filosofia de Lean Manufacturing

O conceito de Lean Manufacturing, que surgiu nas fábricas da Toyota, em tradução livre, significa “manufatura enxuta”. Ele visa reduzir gastos por meio de avaliações contínuas nos processos e de colaboradores incentivados a abraçar as permanentes mudanças.

O principal objetivo desse método é coletar informações assertivas, num local ideal e junto de pessoas habilitadas, para que cada alteração seja clara aos envolvidos e pontual quanto à sua função.

As principais características de melhoria contínua deste instrumento, são:

– Minimização de desperdícios, por meio da otimização de recursos;

– Detecção de problemas e proposição de soluções já em sua origem;

– Flexibilidade na alteração constante de processos imediatos;

– Compartilhamento objetivo e integrado de dados entre colaboradores;

– Busca contínua por alternativas para redução de custos;

– Forte relacionamento com parceiros para trocas de experiências.

Automatização por meio de um sistema ERP

Para ter certeza de que todos os detalhes mencionados nas ferramentas anteriores sejam embasados em dados reais – e as ações realizadas de uma forma coerente -, é necessário automatizar os processos.

A Callisto Sistema de Gestão Empresarial, por exemplo, é uma empresa que, em mais de 16 anos, desenvolve métodos para atender aos principais desafios da melhoria contínua no segmento da saúde.

Com base nas normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a sua solução pode agregar inúmeros benefícios nos fluxos de atendimento, na emissão de documentos, na gestão de pessoas e na manutenção de equipamentos.

Entre as funções do sistema, destacam-se:

– Rastreabilidade por código de barras;

– Controle de lotes e estoque de quarentena;

– Inspeção de produtos e emissão de laudos;

– Avaliação de fornecedores conforme a ISO 9001;

– Gestão de saída de produtos controlados;

– Análise estatístico-gráfica dos atendimentos a clientes;

– Identificação de problemas e distorções nos tempos de execução;

– Gestão da alocação de recursos humanos/agendamentos;

– Controle de produtividade dos colaboradores;

– Elaboração de orçamentos e gestão de ordens de serviço;

– Solução de gerenciamento de contratos de manutenção;

– Laudo e inspeção de equipamento;

– Manutenção preventiva.

Descubra mais formas de otimizar o seu negócio

Assim como em qualquer outro segmento, posicionar a sua empresa como referência para conquistar a simpatia de um público fiel pode ser desafiador em diversos níveis.

Para se manter competitivo(a) e não ficar para trás quando o assunto é melhoria contínua, entre em contato conosco!

Outros posts que você também pode gostar...