Gestão da qualidade em saúde: 6 características de gestores eficientes

 

A gestão da qualidade é uma área muito importante em qualquer empresa. Ela garante a satisfação do cliente, por meio da qualidade de seus produtos e serviços. Em um mercado cada vez mais competitivo, essa questão precisa ser um dos focos principais de qualquer organização, senão o mais importante. A gestão da qualidade em saúde, no entanto, é ainda mais decisiva, já que trata, acima de tudo, da promoção da segurança dos pacientes. 

O profissional que lidera a gestão da qualidade em saúde deve tomar decisões estratégicas para a segurança e satisfação do paciente. Isso significa que ele precisa entender tanto de funções administrativas quanto técnicas. Ele precisa guiar as lideranças a elaborar ações para construir uma organização confiável e sustentável. 

Ao longo deste artigo, abordaremos características essenciais para um bom gestor da qualidade em saúde e como a tecnologia pode apoiá-lo nesse processo. Boa leitura!

Características de um bom profissional de gestão da qualidade em saúde

Liderança

Claro que um gestor da qualidade precisa ter liderança. É imprescindível que ele tenha uma visão estratégica da empresa e saiba conduzir seu time da melhor forma possível. A liderança é um talento que pode ser “nato”, mas que também pode ser desenvolvido, por meio da prática e treinamentos e capacitações. 

Estratégia

Uma boa gestão da qualidade em saúde necessita de um profissional estratégico. Ele deve analisar todos os processos e pensar em como melhorá-los dia após dia, enxergando a organização como um todo, sempre pensando no melhor para os pacientes, seja uma indústria de medicamentos, um hospital ou uma clínica de imagem, por exemplo. Também deve “prever” resultados, elaborando planos de ação para o maior número de situações possível. 

Conhecimento

Estar sempre buscando e adquirindo conhecimento é uma característica essencial para um gestor da qualidade em saúde. É fundamental estar sempre por dentro das tendências do segmento, novos processos e novas ferramentas auxiliares para a gestão da qualidade em saúde, participando de eventos da área e estudando. A saúde é uma área em constante atualização, com pesquisas e tecnologias sendo lançadas a todo instante.

Foco

Manter o foco no que é importante em determinado momento e delegar tarefas mais simples. Se a prioridade for a obtenção de uma certificação da qualidade, é preciso que outros processos fiquem a cargo de outros colaboradores. Assim, o gestor pode ficar imerso nessa conquista. E lembre-se: uma coisa de cada vez. Ter muitas prioridades de uma vez só dispersa o foco e faz com que nenhuma ação seja realizada de forma eficaz.

Comunicação

O gestor da qualidade também precisa ser um facilitador nas atividades executadas pela sua equipe. Para que todos os processos da gestão da qualidade em saúde ocorram da melhor forma possível, é necessário comunicar-se com o time – e outros setores – de maneira clara e objetiva. Integrar-se com toda a empresa é fundamental, já que todos os processos se conectam e uma falha em algum deles pode comprometer a qualidade.

Formação

É importante capacitar-se especificamente em gestão da qualidade em saúde, já que é uma área bastante particular, com inúmeros pormenores inerentes ao segmento. O desconhecimento de questões que envolvem a atividade de gestor da qualidade em saúde pode prejudicar a empresa como um todo. 

A tecnologia como aliada à gestão da qualidade em saúde

A tecnologia é uma grande aliada à gestão da qualidade em saúde. Utilizando sistemas como o Vigix, por exemplo, específico para a área, é possível acompanhar o planejamento estratégico da qualidade, indicadores, análises, críticas, gestão de documentos, riscos e ocorrências, entre outros. 

O Vigix é uma solução completa para controlar e gerenciar a qualidade em empresas de saúde, atendendo às exigências regulatórias da Anvisa, sob a RDC 16 (produtos para a saúde), boas práticas de fabricação, RDC 47/2013 (produtos saneantes), RDC 48 (produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes), registro de produtos para saúde (RDC 185/2001, entre outras. O Vigix é ideal para fabricantes, importadores e prestadores de serviços na área da saúde. A solução pode ser integrada a qualquer ERP do mercado.

Os módulos que compõem o Vigix são:

Gestão de documentos (GED)

Armazena documentos, que podem ser compartilhados com a equipe, gerando notificações para os responsáveis por determinadas tarefas dentro dos documentos. Considera permissões de acessos e armazena várias versões do mesmo documento. 

Qualidade

Facilita a rastreabilidade e a aplicação das normas regulatórias e garante um funcionamento adequado aos produtos e processos da empresa. Gerencia ações como  reclamação/devolução, não conformidade, ação corretiva, ação preventiva, ação e recolhimento de campo, auditoria, avaliação de fornecedores e solicitação de informação

Gestão de Pessoas

Conta com um completo cadastro de colaboradores. Com ele é possível aplicar e mensurar avaliações 180° e 360°, seja por procedimento ou função. Além disso, mantém um controle de EPIs e recursos diversos. 

Calibração

Desenvolvido com total acompanhamento de metrologista, este módulo oferece a possibilidade de a empresa realizar a calibração dos equipamentos internos e também de terceiros. Nele é feito o registro da calibração, o controle de equipamentos calibrados interna e externamente e a notificação de validade das calibrações. Após obter as informações de medição, realiza os devidos cálculos e disponibiliza os resultados conforme padrões previamente indicados, gerando laudos correspondentes.

Registro de Produtos

Para empresas que são detentoras do registro, este módulo oferece a praticidade de, em um único processo, padronizar seus produtos, controlar fases e petições junto à Anvisa, sem perder prazos. Também conta com facilitadores e alertas para prazos vitais ao processo e auxilia na geração dos relatórios técnicos, que devem ser anexados ao processo.

Gerenciamento de Riscos

Conta com a análise,, avaliação, gestão e monitoramento da efetividade do controle de risco. Seu desenvolvimento é baseado no FMEA (Failure Mode and Effect Analysis). Contribui de maneira expressiva para minimizar as falhas nos processos e atender com mais eficiência às demandas de melhorias constantes.

Indicadores

Os indicadores apresentados em cada um dos módulos anteriormente citados também estão centralizados em um módulo de gerenciamento específico. Por meio dele, é possível monitorar os diversos indicadores necessários para a avaliação e gerenciamento da qualidade, possibilitando a melhoria contínua da empresa em seus processos internos e externos.

Administração das Informações

Este módulo disponibiliza o acesso a todas as informações geradas, contendo os cadastros gerais e os dados obtidos em todos os módulos anteriores, relativos a gestão de documentos, qualidade, gestão de pessoas, calibração, registro de produto, gerenciamento de risco e notificações enviadas aos usuários cadastrados.

O Vigix é um ótimo apoio à gestão da qualidade em saúde. Quer ver de perto como funciona a solução? Agende uma demonstração!

Outros posts que você também pode gostar...